Av. Jacaúna, 2517 - Jardim Ouro Verde - Campinas/SP | (19) 3226.0048 | E-mail: pstoexpedito@gmail.com

Notícias › 03/08/2018

Nicarágua não será mais sede de acolhida para a JMJ

A Conferência Episcopal da Nicarágua tomou a decisão de que seu país não será mais sede dos “Dias das Dioceses” em preparação prévia da JMJ, no Panamá 2019, por causa da situação em que se encontra o país.
A decisão foi emitida, por meio de um comunicado de imprensa, pelo Padre Jhader Hernandez, da Conferência dos Bispos Nicaraguenses, que enviou a carta a Dom José Domingo Ulloa Mendieta, Presidente da Comissão organizadora da JMJ/2019.

Carta à Comissão da JMJ
Na carta ao Presidente da Comissão organizadora da JMJ, arcebispo Dom José Domingo Ulloa Mendieta, o Padre Jhader escreve:

«Através desta carta queremos, antes de tudo, agradecer-lhes pela confiança e apoio que depositaram em nós para sermos sede dos “Dias nas Dioceses” da JMJ em janeiro de 2019. Mas, devido às circunstâncias sócio-políticas, que atravessamos em nosso país, a Conferência Episcopal da Nicarágua tomou a triste decisão de renunciar em ser sede dos “Dias das dioceses” pela segurança dos peregrinos e dos nossos agentes de pastoral envolvidos nesta experiência eclesial».

Nota de Imprensa do Panamá
Ao receber a Carta dos Bispos nicaraguenses, a Comissão organizadora da JMJ do Panamá, emitiu o seguinte comunicado de imprensa:

«Recebemos a carta da Igreja irmã da Nicarágua, na qual anuncia sua renúncia a realizar os “Dias nas Dioceses” da JMJ, evento internacional, do qual nosso país, da região centro-americana, será sede. Por isso, encorajamos os peregrinos a viverem esta experiência dos “Dias nas Dioceses” nas dioceses de Costa Rica e Panamá, que vão acolhê-los e partilhar com vocês este período prévio de preparação da JMJ, um evento rico que marcará, de modo especial, a vida da juventude».

Via Vatican News

Imprimir