Highslide for Wordpress Plugin

Av. Jacaúna, 2517 - Jardim Ouro Verde - Campinas/SP | (19) 3226.0048 | E-mail: pstoexpedito@gmail.com

CPP

cppO Conselho Paroquial de Pastoral é um organismo pastoral de co-responsabilidade eclesial que participa nas decisões e na orientação da comunidade, como instrumento de evangelização e de renovação pastoral da Paróquia.

Faz com que os leigos se sintam co-responsáveis na vida da comunidade, participem ativamente das decisões e da programação e assumam suas tarefas específicas, serviços e ministérios.

OBJETIVOS E ATRIBUIÇÕES
Na sua atuação prática o CPP deve:
1. Animar, coordenar e integrar a trabalho das pastorais, movimentos e grupos da Paróquia;
2. Ser co-responsável com o pároco nas decisões comunitárias;
3. Garantir o funcionamento das atividades da Paróquia, dentro dos objetivos da Igreja do Brasil e do Plano da Região;
4. Colaborar diligentemente na estruturação dos planos de pastorais, dando contributo de sua especialização;
5. Realizar a comunhão participativa no cumprimento da missão da Igreja em nível paroquial;
6. Organizar a Assembléia Anual e urgir o cumprimento do Plano Pastoral de acordo com o Objetivo, Prioridades e Diretrizes da Arquidiocese/Diocese;
7. Coordenar a formação de agentes de pastoral em todas as linhas pastorais;
8. Animar a formação de novas comunidades nos conjuntos residenciais e prédios, através de grupos de reflexão e outras modalidades;
9. Estudar e aprovar o Planejamento das comunidades, Pastorais, Movimentos e Associações da Paróquia;
10. Participar e garantir a unidade eclesial com o Setor, Área e Arquidiocese/Diocese, participando das reuniões quando convidado.

 

COORDENAÇÃO E CONSTITUIÇÃO
COMPOSIÇÃO:
Presidente: Pároco
Membros: Vigários Paroquiais; Coordenadores ou agentes de Pastorais; Coordenadores ou membros de Movimentos; Coordenadores ou membros de Grupos; Membros da Comunidade Paroquial.

 

ESCOLHA E NOMEAÇÃO:
Os critérios para ser um(a) Conselheiro / Conselheira:
– Ser membro ativo da comunidade e estar engajado em uma Pastoral.
– Ter disponibilidade de tempo para o serviço pastoral e para participar das reuniões.
– Estar vivamente interessado no bem-comum da comunidade.
– Ser capaz de viver a unidade e comunhão com os demais membros, num clima de amizade, fraternidade e respeito.
– Serão escolhidos em assembléia pela Comunidade Paroquial, submetidos à aprovação dos membros do CPP em exercício.
– O Bispo dará um “mandato” ou missão pessoal a cada membro, cuja duração será ao menos de dois anos.

Imprimir