Highslide for Wordpress Plugin

Av. Jacaúna, 2517 - Jardim Ouro Verde - Campinas/SP | (19) 3226.0048 | E-mail: pstoexpedito@gmail.com

Notícias › 21/11/2013

Solenidade de Cristo Rei – Encerramento do Ano da Fé

FINALNo próximo domingo, dia 24 de novembro, às 09h00, na Praça Arautos da Paz, em Campinas, a Arquidiocese de Campinas celebra a Solenidade de Cristo Rei e o Encerramento do Ano da Fé. Dom Airton José dos Santos, Arcebispo Metropolitano de Campinas, Dom Gilberto Pereira Lopes, Arcebispo Emérito, os Padres, Diáconos, Seminaristas e o Povo de Deus das 90 Paróquias, dos nove Municípios que compõem a Arquidiocese de Campinas estarão unidos para, publicamente, manifestar sua Fé no Cristo Ressuscitado, Senhor da História. A expectativa é pela presença de 40 mil pessoas.

Dom Airton estará à disposição da imprensa às 08h30, no Lar Escola Jesus de Nazaré, que fica em frente à Praça Arautos da Paz, na Rua Vital Brasil, 636, local onde o Clero se paramentará.

Também os jornalistas do Setor Imprensa da Arquidiocese de Campinas, identificados com um colete azul escuro, estarão à disposição da imprensa para as informações e encaminhamentos necessários. O jornalista Wilson Cassanti, telefone 99138.9858, estará na Praça a partir das 08h00.

O Ano da Fé foi proclamado pelo Papa Bento XVI, através da Carta Apostólica sob forma de Motu Proprio “Porta Fidei”, a ser celebrado no período de 11 de outubro de 2012, quando se comemorou o 50º aniversário de abertura do Concílio Vaticano II, a 24 de novembro de 2013, Solenidade de Cristo Rei do Universo.

Hoje Papa Emérito, Bento XVI, salientou que atravessar a porta da fé é embrenhar-se num caminho que dura a vida inteira. “Este caminho tem início com o Batismo, pelo qual podemos dirigir-nos a Deus com o nome de Pai, e está concluído com a passagem através da morte para a vida eterna”.

Na Carta Apostólica, Bento XVI diz que “Pareceu-me que fazer coincidir o início do Ano da Fé com o cinquentenário da abertura do Concílio Vaticano II poderia ser uma ocasião propícia para compreender que os textos deixados em herança pelos Padres Conciliares, segundo as palavras do Beato João Paulo II, ‘não perdem o seu valor nem a sua beleza’. […] Quero aqui repetir com veemência as palavras que disse a propósito do Concílio poucos meses depois da minha eleição para Sucessor de Pedro: ‘Se o lermos e recebermos guiados por uma justa hermenêutica, o Concílio pode ser e tornar-se cada vez mais uma grande força para a renovação sempre necessária da Igreja’”.

Na data de abertura do Ano da Fé, também, completaram-se 20 anos da publicação do Catecismo da Igreja Católica. Disse Bento XVI que o Ano da Fé exprime um esforço generalizado em prol da redescoberta e do estudo dos conteúdos fundamentais da fé, que têm no Catecismo a sua síntese sistemática e orgânica.

Demonstrando seu desapego ao poder terreno, uma humildade singular e profunda Fé em Deus e em seus desígnios, o Papa Bento XVI renunciou ao seu ministério no dia 28 de fevereiro de 2013. Seu sucessor, o Papa Francisco, eleito no dia 13 de março, continuou com vigor a programação do Ano da Fé, conclamando toda a Igreja a viver radicalmente os valores do Evangelho.

Na Arquidiocese de Campinas a abertura oficial do Ano da Fé foi realizada na Missa da Solenidade de Nossa Senhora Aparecida, no Ginásio de Esportes do Guarani FC, presidida por Dom Airton José dos Santos, Arcebispo Metropolitano. Para o Ano da Fé, em nível de Arquidiocese, foram definidos alguns momentos fortes:

* 08/12/2012 – Solenidade da Imaculada Conceição, na Catedral Metropolitana;
* 30/03/2013 – Solene Vigília Pascal, em todas as Paróquias;
* 13 a 19/05/2013 – Solene Vigília de Pentecostes, em todas as Foranias;
* 30/05/2013 – Solenidade de Corpus Christi, nos nove municípios da Arquidiocese;
* 30/06/2013 – Solenidade de São Pedro e São Paulo, em todas as Paróquias;
* 01/09/2013 – Romaria Arquidiocesana ao Santuário Nacional de Aparecida;
* 24/11/2013 – Celebração Arquidiocesana na Praça Arautos da Paz.

Este foi, certamente, um tempo de graça para todos. Unidos como Igreja de Jesus Cristo, pudemos refletir e discutir sobre a nossa Fé no Cristo Ressuscitado e a nossa Missão de anunciar o Evangelho a toda criatura. Fortalecidos pela força do Espírito Santo de Deus, caminhamos construindo a história da Igreja de Campinas, alicerçados no Evangelho de Jesus Cristo.

Setor Imprensa

Imprimir